Buscar
  • jose paulo tavares

Voando de Asa Delta no Sertão






Antes de começar a falar sobre o voo do sertão, é importante entendermos os diversos tipos de voos que existem neste esporte.

Um praticante de asa delta pode se contentar em voar em seu sítio de voo, com todas as nuances deste voo mapeadas e gerenciadas, outro praticante pode ser do tipo que gosta de competição, voando atrás dos outros pilotos, com apenas a habilidade de subir nas térmicas apurada e voo junto com todo o campeonato, voando por horas e atingindo distâncias de no máximo, na maioria das vezes, de 120 km. Um terceiro tipo de praticante, é o piloto de cross country, um piloto que decola e não tem ideia de onde será seu pouso. Este grupo de pessoas se subdividem em dois grupos, os que realizam os voos em locais já voados, mapeados por outros pilotos e com fartos pousos ao longo do caminho, e um grupo que se interessa pelo céu, deixando de lado pouso, roubadas, percalços no resgate…., apenas as condições de voo são os quesitos levados em consideração. É sobre este último e seleto grupo que se destina o voo do sertão.

A vida é um cobertor curto, não é possível voar por centenas de quilômetros sem o risco de passar algum percalço, ficar sem pouso, pousar em lugares de difícil acesso, urinar em voo, entre outras…. Além de tudo isso temos a companhia luxuosa do Sertão, lugar onde a vida é seleta, onde a vegetação é quase pedra e a água é rara e onde tem um sol poderoso que maltrata as costas de quem se atreve a viver ali.

E o céu…….

A escolha do sertão, é a escolha do céu, se a noite “não há ó gente ó não luar como este do sertão”, durante o dia, a fartura de nuvens, a força do vento, as estradas aéreas é o convite pra se jogar e experimentar um voo diferente de tudo que você já voou. Em qualquer outro lugar você entra em uma corrente ascendente (térmica) e você sobe até a base da nuvem, no sertão você é sugado por essa ascendente e o céu “desce” quase que te engolindo (“a parada é monstro”). Neste momento o sertão está à sua disposição, e o mais importante é seguir onde o vento te leva, no sertão é difícil voar em outra rota que não seja a que o vento te impõe mas não se preocupe com isso, pois as roubadas estão em qualquer rota, lembre que o sertão é pra olhar pro céu.

O sertão é o último degrau, a faixa preta. Portanto esteja em boas condições físicas e mentais, o sertão tem problemas demais pra você ir pra lá e levar mais alguns, se não estiver em sua plenitude, adie a aventura.

Se o corpo, a mente e o espírito estiverem em sintonia, vá para o sertão e desfrute da maior emoção que o voo livre pode te proporcionar.

Além do voo, você terá uma outra experiência de conceito de vida. O povo do sertão te dará uma aula de reais valores, seu carro, sua lancha, sua casa, seus jantares, perderá o valor ao entender que o sertanejo vive em plenitude em um lugar inóspito, pois não é apenas a falta de recursos mas também a natureza selecionando naturalmente quem vive ali, o povo do sertão é uma aula, uma faculdade de ensinamento de como tirar o melhor de onde não se tem nem o pior…..


40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo